CASA PODEROSA DOS FILHOS DE YEMANJÁ

CASA PODEROSA DOS FILHOS DE YEMANJÁ
S O B E R A N A

domingo, 18 de março de 2012

O sangue Branco, Vermelho e Preto



O Asé contido numa grande variedade de elementos representativos do reino animais, vegetal e mineral quer sejam da água ( docê e salgada ) quer da terra, da floresta, do “ mato” ou do espaço urbano. 


O àse é contido nas substâncias essenciais de cada um dos seres, animados ou não, simples ou complexos, que compõem o mundo. 


Os elementos portadores de áse podem ser agrupados em três categorias:


Sangue vermelho


Sangue branco


Sangue preto


Sangue vermelho compreende:


O do reino animal: corrimento menstrual, sangue humano animal;


O do reino vegetal: o epo, azeite de dendê, o osùn, pó vermelho extraído do Perocarpus Erinacesses ( Abraham, 1958: 490), o mel, sangue das flores;


O do reino mineral: cobre, bronze etc. Veremos mais adiante que o amarelo é uma variedade do vermelho como o azul e o verde são variedades do preto.


Sangue branco compreende:


a) o do reino animal: o sêmen, a saliva, o hálito, as secreções, o plasmo ( particularmente o do ígbín, caracol) etc.


b) o do reino vegetal: a seiva, o sumo, o álcool e as bebidas brancas extraídas das palmeiras e de alguns vegetais, o ìyèrosùn, pó esbranquiçado extraído do ìròsùn ( Eucleptes Franciscana F) ( Abrahan 316), o òri, manteiga vegetal ( shea-butter) etc:


c) o do reino mineral: sais, giz, prata, chumbo etc.


Sangue preto compreende:


O do reino animal: cinzas de animais:


O do reino vegetal: o sumo escuro de certos vegetais; o ìlú, índigo, extraído de diferentes tipos de árvores ( Abraham 187), é uma preparação á base de ìlú, pó azul escuro chamado wáji:


O reino mineral: carvão, ferro etc.


Por extensão, existem lugares, objetos ou partes do corpo impregnados de àse: o coração, o fígado, os pulmões, os órgãos genitais, as raízes, as folhas, o leito dos rios, pedras: e outros que correspondem, de uma maneira bem definida, a alguma das três cores mencionadas: os dentes, os ossos, o marfim etc.


Sendo o Asé uma força que permite serem as coisas, terem elas existência e devir, podemos concluir que tudo o que existe, para poder realizar-se, deve receber Asé, as três categorias de elementos do branco, vermelho e do preto que, em combinação particulares, conferem significado funcional ás unidades que compões o sistema.


Receber Asé significa incorporar os elementos simbólicos que representam os princípios vitais e essenciais de tudo o que existe, uma particular combinação que individualiza e permite uma significação determinada. Trata-se de incorporar tudo o que constitui o Aiyé o Orun, o mundo e o além.


Cada ano litúgico começa no terreiro pelo ciclo das águas de Ósàlá. 


A lama, a terá como elemento, é a matéria fecunda e lê aestá associada a vários òrìsà, princípios progenitores femininos, particularmente Odúduwá. Quanto a Seu em seu status de filho, elemento-símbolo daquilo que é procriado, examina-lo-emos de maneira... outro capitulo.


Enquanto Òsàlà está associado á água e ao ar, Oduduwa está associada á água e á terra, lembremos que água e ar pertencem aos elementos - signos do sangue branco do Asé e que a terra é por excelência, condutora do sangue vermelho e do sangue preto do Asé.


Todos os metais amarelos pertencem a òsun, o ouro e principalmente o bronze – ide – metal com que são manufaturados seus braceletes e o abébé, leque ritual sobre o qual falremos mais adiante. 


O áse vermelho genérico , é representado pelo sangue humano e animal, pelo epo e o osún, sangue vegetal , e pelos metais vermelhos amarelos. 


È igualmente representado, particularmente, pleo mel, sangue das flores, doçura e quinta-essencia do bom, o áse rere só comparável ao leite materno.


As penas de ekódide, pertencem ao vermelho, representam o poder e o áse de Ósun-Olóri-Eléye ( chefe supremo das possuidores de pássaros), porém elas não simbolizam o vermelho genérico mas – como os cauris para o branco – representam fragmentos do vermelho, seres individualizados, o elemento procriado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário