CASA PODEROSA DOS FILHOS DE YEMANJÁ

CASA PODEROSA DOS FILHOS DE YEMANJÁ
S O B E R A N A

sexta-feira, 15 de julho de 2011

QUARTINHAS DE OXOCE



Trata-se de uma cerimônia destinada à Iya Apaoka ou Iyá Nbanba, uma Iyabá que vivia juntamente com outras duas irmãs, Iyá Mepere e Ìyá Bokolo, muito antes da fundação da cidade de Ketu (Nigéria), em uma cova situada abaixo de três robustos troncos de mogno-da-guiné, conhecido como Ògànwó.


Elas selaram um pacto de nunca dar o nascimento a uma criança neste mundo, porém, Iyá Apaoka não cumpriu o prometido e juntamente com Orixá Oko deu a luz a um menino que mais tarde recebeu o nome de Erinlé, que retornou ao Orun e regressou novamente ao Ayê no mesmo seio familiar, onde desta vez recebeu o nome de Odé, sendo este um dos grandes segredos da ligação entre Inle e Odé.


Aquele que possui Erinlé, deverá ter como complemento Odé, mas não necessariamente o inverso.




Todas as árvores são sagradas por natureza, embora para que se possa prestar culto a esta divindade a mesma deverá receber os ritos litúrgicos onde consiste em plantar o Axé ou acomodar os segredos de Ìyá Apaoka.




Depois da sacralização, o tronco é adornado com um laço de tira branca e uma talha de três alças da qual sustenta um arco e flecha em ferro forjado.


Nos Terreiros de Candomblé, o local, com espécies variadas de árvores, representa a “floresta africana”, de fundamental importância, pois a mesma não se encontra dissociada da vivência cotidiana dos africanos em geral.




Esta festa a princípio, era de exclusividade do Terreiro do Gantois (Salvador – Bahia), festejada no mês de Junho no dia de Corpus Christi, da qual foi introduzida na época de Tia Pulcheria, iniciada e consagrada à Odé Ajaiyn Pako.


Em tempos atuais vê-se esta festa tanto em São Paulo, assim como no Rio de Janeiro. São inúmeras quartinhas e vasos das mais variadas formas, com arranjos de flores, mas apenas dentro de uma das quartinhas esta o maior segredo de Iya Apaoka e Ajaiyn Pako e somente um membro do Terreiro devidamente preparado poderá carregá-la.


Este é um dos maiores segredos ainda de posse do Terreiro do Gantois. Para que seja realizada esta cerimônia, deverá o Terreiro ter o Igbo Odé ou melhor "o pomar de Oxossi" onde estão "acomodadas" várias Divindades, Entidades e Deidades. Uma festa sagrada


Nenhum comentário:

Postar um comentário